quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

'Antes que a hora fane' - Fernando Pessoa


'Antes que a hora fane'
Fernando Pessoa

"Antes que a hora fane
Na haste da emoção
E o pensamento profane
Com a vista o coração,

Para um momento, demora
Os olhos no meu olhar,
Caia da flor da hora
Uma pétala de sonhar.

E os nossos olhos já então
Dos outros desprendidos
Sigam-na até ao chão…
No jardim dos sentidos…"

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Refletindo...


Meu Eu interior é mais legal que a exteriorização dele (o meu Eu exterior), mas permanece sempre preso... preso em si, preso em mim... e lá se vai o Tempo... e lá se vai a Vida...

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Refletindo...


Não gosto da ideia de atores clássicos serem recriados por CGI... por mais que eu adoraria ver o Bogart com Al Pacino e Eva Green... não seria o Bogart... Nós podemos criar personagens e não atores para interpretar esses personagens... Atores recriados por CGI não são atores, são personagens, haveria um ator de verdade por trás, com o rosto do grande astro... Tem um filme do Woody Allen que adoro: ‘Sonhos de um sedutor’ (‘Play it again, Sam’, 1972), nesse filme o espírito do Bogart é o “conselheiro” amoroso do personagem do Woody (heeh...); aí tudo bem, não temos um Humphrey Bogart recriado por CGI, mas um ator interpretando o Bogart, com seus maneirismos e etc. Uma coisa é criar animais, monstros, paisagens, universos, rejuvenescer determinado ator para uma cena específica, outra é criar ou recriar um ator..., os atores já estão por aí... 

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

"Foi ontem ou foi nunca ou foi ninguém..." - Fernando Pessoa


"Foi ontem ou foi nunca ou foi ninguém
O que me aconteceu
Quando esperava a ilusão ou o bem,
O mistério ou o céu…

Foi qualquer coisa que me esqueceu já
Porque entre as nuvens do mistério dado
Alguns laços do não-dado há
Que são cheios do Fado —

Do Fado, do Destino, do que é Tudo,
E, entre o menor mistério de viver,
Opera, entre quem fala, o rito mudo
De nada se saber." – Fernando Pessoa

domingo, 1 de dezembro de 2019

Luz X Sombra!


“Que a Força esteja conosco, sempre!”

“May the Force be with us, always!”


‘Guerra nas Estrelas’ (‘Star Wars’, 1977-05)


quarta-feira, 27 de novembro de 2019

'Astronauta' - Lulu Santos & Gabriel, o pensador


'Astronauta'

Lulu Santos & Gabriel, o pensador


"Astronauta tá sentindo falta da Terra?
Que falta que essa Terra te faz?
A gente aqui embaixo continua em guerra
Olhando aí pra lua implorando por paz
Então me diz: por que que você quer voltar?
Você não tá feliz onde você está?
Observando tudo a distância
Vendo como a Terra é pequenininha
Como é grande a nossa ignorância
E como a nossa vida é mesquinha
A gente aqui no bagaço, morrendo de cansaço
De tanto lutar por algum espaço
E você, com todo esse espaço na mão
Querendo voltar aqui pro chão?!
Ah não, meu irmão... qual é a tua?
Que bicho te mordeu aí na lua?

Eu vou pro mundo da lua
Que é feito um motel
Aonde os deuses e deusas
Se abraçam e beijam no céu

Ah não, meu irmão... qual é a tua?
Que bicho te mordeu aí na lua?
Fica por aí que é o melhor que cê faz
A vida por aqui tá difícil demais
Aqui no mundo, o negócio tá feio
Tá todo mundo feito cego em tiroteio
Olhando pro alto, procurando a salvação
Ou pelo menos uma orientação
Você já tá perto de Deus, astronauta
Então, me promete
Que pergunta pra Ele as respostas
De todas as perguntas e me manda pela internet

Eu vou pro mundo da lua
Que é feito um motel
Aonde os deuses e deusas
Se abraçam e beijam no céu

É tanto progresso que eu pareço criança
Essa vida de internauta me cansa
Astronauta, cê volta e me deixa dar uma volta na nave,
passa a chave que eu tô de mudança
Seja bem-vindo, faça o favor
E toma conta do meu computador
Porque eu tô de mala pronta, tô de partida
E a passagem é só de ida
Tô preparado pra decolagem, vou seguir viagem, vou me
desconectar
Porque eu já tô de saco cheio e não quero receber
nenhum e-mail com notícia dessa merda de lugar

Eu vou pro mundo da lua
Que é feito um motel
Aonde os deuses e deusas
Se abraçam e beijam no céu

Eu vou pra longe, onde não exista gravidade
Pra me livrar do peso da responsabilidade
De viver nesse planeta doente
E ter que achar a cura da cabeça e do coração da
gente
Chega de loucura, chega de tortura
Talvez aí no espaço eu ache alguma criatura
inteligente
Aqui tem muita gente, mas eu só encontro solidão
Ódio, mentira, ambição
Estrela por aí é o que não falta, astronauta
A Terra é um planeta em extinção

Eu vou pro mundo da lua
Que é feito um motel
Aonde os deuses e deusas
Se abraçam e beijam no céu"






quinta-feira, 21 de novembro de 2019

"Há doenças piores que as doenças..." - Fernando Pessoa


'Há doenças piores que as doenças'
Fernando Pessoa

"Há doenças piores que as doenças,
Há dores que não doem, nem na alma,
Mas que são dolorosas mais que as outras.
Há angústias sonhadas mais reais
Que as que a vida nos traz, há sensações
Sentidas só com o imaginá-las
Que são mais nossas do que a nossa vida.
Há tanta cousa que, sem existir,
Existe, existe demoradamente,
E demoradamente é nossa e nós...
Por sobre o verdor turvo do amplo rio
Os circunflexos brancos das gaivotas...
Por sobre a alma o adejar inútil
Do que não foi, nem pôde ser, e é tudo.

Dá-me vinho, porque a vida é nada."